sábado, 22 de janeiro de 2011

Oração no mínimo extranhissíma feita pelo Papa João Paulo II no Vale do Rio Jordão

Desejo saudar todos vós aqui reunidos para esta breve oração. Rezo em particular por Sua Majestade o Rei e agradeço-lhe de novo a hospitalidade que recebi aqui na Jordânia.
No Evangelho de São Lucas lemos que "Deus enviou a sua palavra a João, filho de Zacarias, no deserto. E João percorria toda a região do rio Jordão, pregando um baptismo de conversão para o perdão dos pecados" (3, 2-3). Aqui no rio Jordão, onde ambas as margens são visitadas por plêiades de peregrinos que prestam honra ao Baptismo do Senhor, também eu elevo o coração em oração:
Glória a vós, ó Pai,
Deus de Abraão, Isaac e Jacob!
Enviastes os vossos servos,
os Profetas, para transmitirem
a vossa palavra de amor fiel
e exortarem o vosso povo ao arrependimento.
Às margens do rio Jordão,
elevastes João Baptista,
uma voz que gritava no deserto,
enviado a toda a região do Jordão
para preparar o caminho do Senhor
e anunciar a vinda de Jesus.
Glória a vós, ó Cristo, Filho de Deus!
Viestes às águas do Jordão
a fim de serdes baptizado pelas mãos de João.
O Espírito desceu sobre vós
sob a forma do Espírito.
Os céus abriram-se acima de vós,
e ouviu-se a voz do Pai:
"Este é o meu amado Filho!".
Do rio abençoado pela vossa presença
partistes para baptizar não só com a água
mas com o fogo e o Espírito Santo.
Glória a vós, ó Espírito Santo,
Senhor e Dador da vida!
A Igreja é baptizada mediante o vosso poder,
descendo na morte com Cristo
e ressuscitando com Ele para a nova vida.
Pelo vosso poder, somos livres do pecado
para nos tornarmos filhos de Deus,
o glorioso Corpo de Cristo.
Pelo vosso poder, todo o temor é subjugado
e o Evangelho do amor é anunciado
em cada quadrante da terra,
para glória de Deus,
Pai, Filho e Espírito Santo,
a quem seja dado todo o louvor
neste Ano jubilar
e em todos os tempos vindouros. Amém!


Saúdo cordialmente os representantes das outras comunidades, aqui vindos de muitas outras partes do Médio Oriente. Estou grato a todos vós. Sinto-me particularmente próximo das crianças e dos jovens: sabei que a Igreja e o Papa têm grande confiança em vós!
Dirijo uma especial saudação a Sua Majestade real o Príncipe Mohammed. Recordar-me-ei do inteiro povo da Jordânia cristãos e muçulmanos nas minhas orações, de maneira particular dos enfermos e dos idosos.
Com gratidão, invoco abundantes bênçãos sobre Vossa Alteza o Rei e sobre toda a Nação.
Deus abençoe todos vós!
Deus abençoe a Jordânia!
São João Baptista proteja o Islão, todo o povo da Jordânia e todos aqueles que participaram nesta celebração, uma celebração memorável! Estou grato a todos vós. Muito obrigado!


Fonte: vatican.va

3 comentários:

  1. Geeeeeeeeeeeeeente!

    Que isto?

    Meu Deus!

    ResponderExcluir
  2. É, e depois dizem que esse Papa fez um bam para a Santa Igreja Católica!

    João Paulo II foi um inimigo da Igreja Católica!

    Usou a Santa Igreja para as suas paixões pessoais.

    ResponderExcluir
  3. Qual é o problem nessa oração????????????????

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.